sábado, 7 de julho de 2012

Quais são as condições ambientais para ter canários de canto?


Quais são as condições ambientais para ter canários de canto?

 Segundo os estudiosos do canto do canário e das aves o canto é o resultado de uma simples equação:
 Fenótipo Canto = Genótipo herdado + Condições do meio ambiente.

Contestando a pergunta o que são as condições do meio ambiente? Eu diria que são todos aqueles que não são genéticos isto é herdado de seus progenitores propriamente dito, entre cujos factores nos podemos encontrar os seguintes:

Condições do meio ambiente = Canto progenitores, tutores, professores, outros pássaros, gravações, cópias. + Luz + Temperatura + Alimentação+ Relações no grupo/Aviário com outros congéneres ou grupos.


Segundo o sistema de trabalho intrínseco à raça que criamos que é a criação e desenvolvimento dos nossos canários sem tutor nenhuma referência alguma da sua e mesma espécie, gravações digitais ou outros pássaros de canto.
Portanto deixamos um importante factor, a cópia desterrada do sistema de trabalho dos canários. Com isso, reduzimos a formula a que o canto seja uma manifestação genética herdada dos seus progenitores e que esta manifestação genética é digamos controlada no seu desenvolvimento por meio do controlo que exerce o criador, sobre o seu aviário e canários mediante o controlo da luz, a temperatura e a alimentação.


O parâmetro de relações grupo/Aviário, podemos dizer que afecta na hora de fazer os grupos dos nossos canários, pelas posições das distintas voadoras... etc.
Inclusivamente pelo número de canários a criar/ano e distintas linhas de canto ou de voz, das nossas linhagens.

A dominância negativa de determinados exemplares no grupo é algo que com a observação se pode controlar. Ainda é algo que muitas das vezes se escapa ao controlo, por causas de espaço e tempo, sobre todo o primeiro ou aos dois.
Para entender um pouco o trabalho que se faz com estes factores do meio ambiente, chama-se luz e alimentação sobre tudo, temos que entender um pouco do canto do canário e o seu desenvolvimento.
O canto do canário.


O canto do canário é uma manifestação ligada ao sexo e ao território, só cantam os machos ainda que não esteja claro que exista uma diferença genética que impeça o canto às fêmeas.

Portanto o que cantam são os machos tal como entendemos nós o canto, as fêmeas também produzem pios ou inclusivamente cantos, é por uma razão lógica, canário utiliza o canto como uma forma de manifestação sexual e territorial (em estado selvagem) e é evidente sobre tudo na criação.

Também utiliza o canto como uma forma de determinar seu território e a dominância no grupo. O canário é uma ave que vive em grupos e são altamente territoriais com umas directrizes muito claras entre os seus indivíduos e o canto é uma forma de manifestar esta. O canto do canário desde que começa a balbuciar os seus primeiros sons, ou a “chilrear” como dizem alguns, canto plástico… etc. 
Que ocorre no primeiro mês de vida adiante, vai evoluindo numa direcção clara que é o “cio” na criação, onde se reporta, cantando mais forte em volume e estridente e perde em muitos casos o seu valor.
Nesta última etapa o canário é já adulto por volta dos 6 meses de vida que tem e em condições de criar novos seres.

Em toda esta fase de desenvolvimento canoro que passa por várias etapas, na minha opinião o que motiva ao canário este desenvolvimento é um factor ligado à sexualidade, que é a testosterona; esta vai aumentando e com isto vai evoluindo o canto, juntamente com as condições físicas para poder emitir antes  da segunda fase da sua vida que é a reprodução.

Condições ambientais  das voadoras.

O que interessa ao desenvolvimento canoro seja lento, pausado e tranquilo para isso submetemos os canários a umas condições ambientais determinadas em que reduzimos a influência de determinados factores que sem duvida afectam o canto
da ave.


                             exemplo de uma voadora


- Criamos e submetemos aos distintos grupos/voadoras do nosso aviário na ausência de poder escutar o canto de outras aves, gravações ou tutores, progenitores, professores ou como se queira chamar. E isso faz-se desde o ovo, para que não haja duvidas, tenta-se que não escutem nada que possa gerar cópia em todas as fases de vida do canto até adultos.

- Manter as distintas voadoras separadas o mais possível, tanto acústica como visualmente, realço este ultima, os canários copiam tanto ou mas pelo contacto visual como pelo o ouvido, o ideal seria manter em cada grupo numa habitação isolada do resto, isto é quase impossível.

- Alem disso os canários necessitam relacionar-se com os distintos indivíduos, para isso fazemos os grupos. Por isto no nosso aviário deveria ter varias estantes ou pisos e em cada estante um grupo ou voadora. 

Creio que é mais difícil escutar ou ouvir ainda sendo aves de grande ouvido os de cima ou de baixo, que aos do lado.
Em todo caso impedir o contacto visual entre os distintos voadoras. 
E poder ter que colocar no aviário um aparelho de música para criar uma atmosfera auditiva com música relaxante, ao gosto de cada um, que impeça dentro de uma ordem que se possam escutar com comodidade e claridade mas tão pouco que não se possa escutar nada no aviário, há que ter um controlo e medida.

- A luz. Submetemos os canários a uma semi-penumbra.
Isto quer dizer que não lhes damos a claridade do dia e a luz solar, que a atenuamos com cortinas verdes ou azuis persianas, para dar um ambiente de semi-penumbra onde se possam ver, comer, banharem-se ou que seja necessário que o criador os veja a eles sem dificuldade. Algo assim, como mantê-los num eterno dia muito nublado a ponto de chover.

- A alimentação, uma vez que o canário come só sem dificuldade, se reduz-se a papa de criação ao mínimo semanal, ou se suprime, não se dá vitaminas ou hormonas e tenta-se que o desenvolvimento da ave seja natural, lento e pausado. Coisa que será necessária para poder sacar do seu patrimonio genético essa lentidão, essa complexidade fonética no canto de adornos e compostas.

- A temperatura. É algo difícil de controlar pelos nossos meios, mas o ideal seria manter uma temperatura onde se deseja de lado, as temperaturas altas típicas do verão.
É importante ter em conta isto, sobretudo pelo sitio donde os temos, há aviários que as temperaturas são tão altas e que a ave, só muda duas vezes no verão e isto é bem mais nefasto pelo atraso que implica o seu desenvolvimento canoro.

Secção do Canário  timbrado espanhol do Clube de Ornitologia Almadense

Como se transmite a base hereditária do canto?

É HEREDITÁRIO O CANTO DO CANÁRIO ? A pergunta chave da que  deve-se partir é se o canto do canário é hereditário ou n...